A História do protocolo TCP/IP – The Master of the Network

 

Há 13 anos trabalho com Automação residencial. Neste tempo, acabei usando alguns produtos de diferentes protocolos, e isso me deu certeza que se quiséssemos entregar algo inovador para o mercado, o protocolo que devia seguir é o TCP IP Wi-Fi para o sistema da WOW.  E assim trazendo aos integradores a tranqüilidade de que retrabalhos não serão uma realidade . Haroldo!


Segue texto com a História do protocolo
O TCP/IP foi desenvolvido em 1969 pelo U.S. Departament of Defense Advanced Research Projects Agency, como um recurso para um projeto experimental chamado de ARPANET (Advanced Research Project Agency Network) para preencher a necessidade de comunicação entre um grande número de sistemas de computadores e várias organizações militares dispersas. O objetivo do projeto era disponibilizar links (vínculos) de comunicação com alta velocidade, utilizando redes de comutação de pacotes. O protocolo deveria ser capaz de identificar e encontrar a melhor rota possível entre dois sites (locais), além de ser capaz de procurar rotas alternativas para chegar ao destino, caso qualquer uma das rotas tivesse sido destruída. O objetivo principal da elaboração de TCP/IP foi na época, encontrar um protocolo que pudesse tentar de todas as formas uma comunicação caso ocorresse uma guerra nuclear. A partir de 1972 o projeto ARPANET começou a crescer em uma comunidade internacional e hoje se transformou no que conhecemos como Internet. Em 1983 ficou definido que todos os computadores conectados ao ARPANET passariam a utilizar o TCP/IP. No final dos anos 1980 a Fundação Nacional de Ciências em Washington, D.C, começou a construir o NSFNET, um backbone para um supercomputador que serviria para interconectar diferentes comunidades de pesquisa e também os computadores da ARPANET. Em 1990 o NSFNET se tornou o backbone das redes para a Internet, padronizando definitivamente o TCP/IP.

O TCP/IP sempre foi considerado um protocolo bastante pesado, exigindo muita memória e hardware para ser utilizado. Com o desenvolvimento das interfaces gráficas, com a evolução dos processadores e com o esforço dos desenvolvedores de sistemas operacionais em oferecer o TCP/IP para as suas plataformas com performance igual ou às vezes superior aos outros protocolos, o TCP/IP se tornou um protocolo indispensável. Hoje ele é tido como “The Master of the Network” (O Mestre das Redes),pois a maioria das LANs exige a sua utilização para acesso ao mundo externo.

O TCP/IP oferece diversos benefícios, dentre eles:
Padronização: um padrão, um protocolo roteável que é o mais completo e aceito protocolo disponível atualmente. Todos os sistemas operacionais modernos oferecem suporte para o TCP/IP e a maioria das grandes redes se baseia em TCP/IP para a maior parte de seu tráfego.
Interconectividade: uma tecnologia para conectar sistemas não similares. Muitos utilitários padrões de conectividade estão disponíveis para acessar e transferir dados entre esses sistemas não similares, incluindo FTP (File Transfer Protocol) e Telnet (Terminal Emulation Protocol).
Roteamento: permite e habilita as tecnologias mais antigas e as novas a se conectarem à Internet. Trabalha com protocolos de linha como PPP (Point to Point Protocol) permitindo conexão remota a partir de linha discada ou dedicada. Trabalha como os mecanismos IPCs e interfaces mais utilizados pelos sistemas operacionais, como Windows sockets e NetBIOS.
Protocolo Robusto: escalável, multiplataforma, com estrutura para ser utilizada em sistemas operacionais cliente/servidor, permitindo a utilização de aplicações desse porte entre dois pontos distantes.
Internet: é através da suíte de protocolos TCP/IP que obtemos acesso a Internet. As redes locais distribuem servidores de acesso a Internet (proxy servers) e os hosts locais se conectam a estes servidores para obter o acesso a Internet. Este acesso só pode ser conseguido se os computadores estiverem configurados para utilizar TCP/IP.

As abrangências para a automação residencial são inúmeras. Proporcionando um sistema mais versátil de acordo com o perfil do cliente. É a internet das coisas de fato, sendo levada para a automação residencial. O sistema da WOW não necessita de um gateway de automação para realizar a comunicação. Todos os produtos já são inteligentes sem necessitar uma central de automação.

Bibliografia

  • Joseph G. Davies and Thomas F. Lee. Microsoft Windows Server 2003 TCP/IP Protocols and Services. ISBN 0-7356-1291-9
  • Craig Hunt. TCP/IP Network Administration. O’Reilly (1998) ISBN 1-56592-322-7
  • W. Richard Stevens. The Protocols (TCP/IP Illustrated, Volume 1). Addison-Wesley Professional; 1st edition (December 31, 1993). ISBN 0-201-63346-9.
  • Luciano Palma / Rubens Prates. TCP-IP Guia de Consulta Rápida — Novatec – ISBN 85-85184-72-8

Quero automatizar a minha casa, e agora?

Talvez você já tenha ouvido falar em automação residencial, e possui uma breve noção do que se trata. Ou já tenha lido termos como, “casa inteligente” ou “smart home”. Se você quiser automatizar a sua casa ou apartamento hoje, saberia por onde começar, ou o que incluir no seu lar?
Para construirmos melhor o raciocínio, nada melhor do que utilizarmos uma analogia com algo que já é familiar para todos, os carros.
Assim como nos carros, no mercado de casas inteligentes, existem diferentes tipos de fabricantes – nacionais e importados, que oferecem diferentes tipos de combinações, acessórios, itens de série e opcionais. E claro, preços diferentes.
As pessoas compram carros por uma necessidade básica de se locomover com mais facilidade. Além deste principio básico, estão outras inúmeras características, que as fazem escolher por um certo tipo de fabricante ou modelo de carro.
Na automação residencial, o principio básico é o conforto. Mas o que mais você está procurando e aspira para o seu dia-a-dia na sua casa?
Continuando o comparativo, com os carros, a maioria dos itens de série incluem; direção hidráulica, Airbag, vidros elétricos, ar condicionado e freios ABS. Na automação, seria o controle de iluminação, cortinas, áudio e vídeo e ar-condicionado.
Voltando para os carros,  a partir deste princípio básico é possível expandir para outras características do seu carro, e que exercem muita influência na sua escolha.
• Pintura
• Rodas
• Design externo
• Design interno
• Acabamento
• Potência
• Tecnologia do motor
• Manutenção
• Consumo
• Dispositivos de segurança
• Preço
No universo da automação residencial seria por exemplo:
• Facilidade de uso
• Tipos de interruptores que você quer na sua parede e funcionalidades
• Através de quais dispositivos você quer controlar a sua automação.
• Integrações com sistemas de segurança
• Agendamentos para que tarefas sejam executadas automaticamente
• Design e visual dos produtos e software
• Facilidade de instalação e manutenção
• Tecnologia modernas ou mais convencionais
• Sistemas com fio ou cabeados.
• Controle de piscinas e irrigação
• Facilidade para expansão do sistema
• Preço
O integradores de sistemas, são os profissionais e especialistas para assessorar nestas escolhas. Eles recebem o treinamento necessário e possuem a estrutura adequada para lhe ajudar neste universo incrível de tecnologia.  Entretanto, os serviços oferecidos por este profissional podem ir além da automação residencial. Muitas empresas prestam também serviços de áudio e vídeo, construção de redes de internet para a sua casa, e instalação de sistemas de segurança.
Todas as capitais brasileiras, e diversas do interior, contam com profissionais especializados que podem ser encontrados facilmente através de pesquisas no Google. Já os fabricantes, estão listados no site da Associação Brasileira de Automação Residencial a AURESIDE.
Se você quiser conhecer mais sobre a tecnologia da WOW, e tudo que ela pode fazer por você visite http://www.wow.ind.br

Automação residencial WIFI TCP IP, o que isso significa?

O Sistema de automação residencial da WOW, uma empresa brasileira, é o primeiro do mercado que não utiliza uma central de automação obrigatoriamente para controlar uma residência. Desta forma, o custo para automatizar uma casa ou apartamento reduz drasticamente.  Os moradores podem automatizar toda sua casa de uma só vez, ou começar aos poucos, em fase de obra ou depois de estar morando, sem obras e de forma rápida.

O conceito de automação residencial e smart homes já vem sendo difundindo no mercado há alguns anos. Apenas no Brasil, segundo a AURESIDE, o país tem potencial que 1 milhão e 800 mil residências sejam automatizadas. Grandes empresas como Apple, Google e Amazon também já miram o mercado de Smart Homes com soluções que variam de assistentes virtuais, como a Amazon Echo, e plataformas de integração, como o Home Kit da Apple. Apesar dos inúmeros benefícios, como conforto e segurança, a automação até então, competia com outras prioridades do cliente, que, quase sempre, está em fase de obras.Isto se deve por limitações técnicas e tecnológicas dos sistemas atuais, que são instalados durante a fase de obra do cliente, por necessitarem de diversas intervenções na infraestrutura da casa e tem um valor elevado.

“Tendo que adquirir uma central de automação que varia em torno de R$ 4.000,00 a R$ 10.000,00 e ainda assim adquirir os módulos de comando da iluminação, cortinas, dentre outros, acaba se tornando inviável, pois o cliente está com outras prioridades na sua obra.

Com o nosso sistema é possível automatizar tanto na fase de obra como posteriormente, de forma muito simples” Explica, Gabriel Hansmann, um dos diretores da WOW.

Esta percepção foi observada ainda quando os fundadores da WOW trabalhavam revendendo e executando projetos de automação residencial, antes de fabricarem o seu próprio sistema de automação.

“O conceito do nosso produto surgiu de uma insatisfação que enfrentávamos todos os dias no mercado com os nossos clientes. Foram 3 anos de desenvolvimento, aperfeiçoamento da tecnologia e busca das certificações necessárias. O objetivo é levar conforto e segurança para as casas das pessoas, de maneira prática, segura e por um valor justo. O sistema da WOW atende com facilidade obras em andamento e lares que já estão habitados. A instalação do técnico também esta muito mais facilitada” Continua Hansmann.

Com produção 100% nacional, a proposta da WOW, é que o cliente adquira apenas os módulos que de fato executem as funções de automação, como iluminação, climatização, controle de áudio e vídeo e cortinas sem precisar comprar uma central de automação. Desta forma, se o cliente quer começar automatizando apenas 3 circuitos da sua sala, como por exemplo  uma sanca, um pendente e uma sequência de dicróica basta adquirir um único módulo, e posteriormente ampliar o seu sistema sem obras.

Os módulos de automação residencial Wi-Fi TCP IP, se conectam ao roteador da residência via aplicativo e são instalados no forro de gesso ou no quadro de comando em poucos minutos.

“Dentre os nossos produtos o W-Leap talvez seja o primeiro passo para quem quer iniciar a ter uma smart home, principalmente para quem tem um home theater em casa e lida com diversos controles remotos. Apenas com W-Leap é possível eliminar todos os seus controles remotos, automatizando seus equipamentos de áudio e vídeo e o ar-condicionado. Com o sistema da concorrência, seria necessário adquirir uma central de automação e cabear emissores de infravermelho pelo gesso” Explica Gabriel.

O W-Leap envia os mesmos comandos infravermelho do controle remoto convencionais para os equipamentos, desta forma, não existe nenhuma intervenção nos equipamentos da residência, e por estar conectado à internet, o W-Leap permite o acesso externo às funções.

Segundo Hansmann, as features mais utilizadas pelos clientes são ligar o ar-condicionado pelo smartphone, canais favoritos e macros de controle. Como por exemplo, fazer com um único botão no Smartphone o que precisaria de vários controles remotos para fazer.

Fundada em Porto Alegre mas com nova sede e fábrica em São Carlos, São Paulo, o objetivo da WOW é levar segurança e conforto para os seus clientes através de uma tecnologia que se adapte ao estilo de vida e o momento dos clientes, seja em uma residência já pronta ou durante a obra.

Hoje a WOW conta com soluções que vão desde controle de iluminação com eficiência energética, cortinas e persianas, controle de ar-condicionado e home theater, portas e interruptores inteligentes, que controlam também toda automação.

Os produtos da WOW são instalados por revendas treinadas e especializadas em todo o Brasil que são indicadas através do site da empresa www.wow.ind.br.

“Queremos que as pessoas possam descobrir os benefícios da automação residencial na sua velocidade, sem ser algo imposto ou ter que fazer grandes investimentos iniciais. Depois de morar em uma Smart Home é um caminho sem volta” Completa Gabriel Hansmann